ELAS COMANDAM – SÉRIE ELAS

Posted in 17/03/2021 by Raquel Logato

Alerta: esse texto contém spoilers!

Tem muita mulher boa no setor de alimentos.

O termo “mulher boa” é usado de forma arcaica em nossa sociedade. Antigamente pensava-se que a mulher boa é a que tem o corpo sarado, sabe realizar todos os afazeres domésticos com excelência e se dedica incansavelmente à criação de filhos.

Os conceitos evoluíram e sabemos hoje que a mulher boa não é aquela que tem um corpo escultural e sim aquela que impacta a vida de uma pessoa com os frutos de seu trabalho. É a que arranca um sorriso com sua chegada e ensina muito para quem está ao redor com apenas um olhar ou um cumprimento. Essas mulheres estão por aí trabalhando e vivendo suas vidas, tendo suas conquistas e derrotas como qualquer ser humano normal.

Ser uma mulher boa não tem a ver com sua forma física, aptidões para afazeres domésticos e sua capacidade para gerar e criar crianças; tem a ver com o papel que você desempenha no que escolheu fazer para a vida e como inspira o mundo ao seu redor. Não vamos nos deter ao adjetivo boa. Você pode ser excelente, fora da curva, visionária, brilhante, inovadora ou não querer adotar nenhum adjetivo e ser apenas você.

O mês das mulheres chegou e decidimos falar sobre mulheres que são inspirações. Além dos tradicionais parabéns, rosas vermelhas e chocolates queremos mostrar quem somos, o nosso talento e inspirar mulheres e meninas que olham com admiração para as que já tem uma estrada percorrida. Lancei no LinkedIn a seguinte pergunta no início do mês passado:

Choveram nomes e indicações. Teve muita mulher sinistra sendo mencionada, algumas que nem sabiam o impacto que seu trabalho e atitudes possuem sobre a vida das pessoas que estão ao seu redor. Outras que tem muita consciência do lugar que ocupam e ficaram felizes por verem que os frutos de seu trabalho deixaram boas sementes na mente alheia. Não consegui conversar com todas ou sequer chamar para um bate papo. As que consegui conversar aconteceu uma troca excelente, aprendi demais. Ninguém foi escolhida a dedo, por proximidade ou por predileção. Essa nutricionista que vos escreve foi refém do tempo, das conversas e velocidade de respostas de ambos os lados. 

Desses bate papos via LinkedIn, Zoom, Meets, Teams e Whatsapp surgiu uma série e tenho muito orgulho de apresentar a vocês: Série Elas

SÉRIE ELAS

A Série Elas tem 1 temporada e 5 episódios composto por 12 mulheres reais que fazem parte do cenário do P&D no Brasil. Mulheres inteligentes, decididas, que batalham e tem uma mente visionária e inovadora. Com formações, origens, idades, cores e histórias de vida diversas. Num mundo onde temos tantas mulheres nas trincheiras do P&D de alimentos invisibilizadas pela guerra do dia a dia pensamos ser importantes trazer algumas histórias para nos inspirar e mostrar que cada uma tem uma trajetória e é possível sim realizar sonhos, ter uma carreira bem sucedida e cheia de propósito.

Spoiler: a nossa querida Cris não vai entrar na série. Deixo por conta da Ytamara Moreira dizer o motivo da exclusão dessa grande estrela de nossa lista:

Vamos deixar a nossa deusa da P&D descansar um pouco e contemplar a arte das outras deusas que estão espalhadas ao redor do mundo. A nossa Madona precisa de uma pausa para beber água e planejar a sua nova jogada de mestre para nos impressionar e mostrar todo o seu poder.

Sinopse executada e abertura feita. Bora pro 1º episódio!

ELAS COMANDAM

“-Eu quero ser empresária ou gerente em uma empresa de alimentos.”

Belo sonho, cara amiga visionária! Se joga e vai fundo nele!  Antes de seguir em frente por que não conhecer algumas inspirações do setor de alimentos e saber que é possível realizar esse desejo? Temos aqui 03 inspirações anônimas ao grande público (mas que você provavelmente já ouviu falar de pelo menos uma delas), que não possuem biografia à venda na Amazon, que não tem um livro publicado te ensinando a ganhar milhões de reais ou fazer o famoso “6 em 7”. São mulheres reais que suaram, batalharam, tiveram que enfrentar obstáculos e hoje chegaram no lugar de seus sonhos com muito pé no chão e maturidade. Elas são prova viva e palpável de que podemos sim construir carreira em cargos mais elevados.

Se o lugar de mulher é aonde ela quiser, que esse lugar seja fazendo aquilo que ama e em pé de igualdade de gênero. Eu não tive coragem de perguntar salário ou faturamento de nenhuma das 03. Deixo por conta do imaginário de vocês e peço que observem essas histórias e se inspirem. Não estamos aqui para detalhar a conta bancária de nossas colegas do P&D, estamos aqui para olhar para elas e sonhar com um futuro melhor no qual as mulheres estarão sendo donas de suas narrativas e ocupando os cargos de chefia.

O ponto de tangência dessas três pessoas é a humildade. Essa característica com certeza foi crucial para chegarem aonde estão e hoje serem nossas inspirações. Se deliciem nessas histórias lindas e cativantes e no final tire lições preciosas para sua jornada.

Vica Dias: criadora, CEO e mente criativa da ChocoLife

“Eu sou puramente P&D, o resto a gente vai aprendendo no caminho.”

Com essa frase definidora, Vica Dias deu início ao nosso papo. Uma gaúcha de sorriso marcante, com 45 anos de idade, carisma ímpar e uma história linda no setor de alimentos!

Aos 15 anos começou a produzir chocolates na cozinha de casa e se apaixonou por esse universo. Embora adolescente ela já sabia que esse fascinante elemento se fundiria à sua história de vida, por isso aos 18 anos decidiu ingressar na graduação de Engenharia de Alimentos na Unisinos.

Ao sair da faculdade foi trabalhar em uma fábrica de alimentos e lá foi experimentando diversas áreas, desde o chão de fábrica ao corporativo. E lá foi gerando transformações, melhorias e dando seu melhor até alcançar o cargo de P&D.

Já vislumbrando outros horizontes decidiu fazer uma das mudanças mais assertivas de sua vida, que foi abrir sua empresa de consultoria, paralela ao projeto do sonho, a Chocolife. A convite de um cliente da empresa de consultoria se mudou para SP levando a Chocolife na bagagem. Tudo começou em 2006 com 1 produto, hoje tem um mix de mais de 50 e conta com mais de 50 pessoas participando do seu sonho, que é transformar o mundo dos chocolates através da inovação.  O que essa mulher faz hoje não são simples chocolates. Eles possuem propriedades funcionais, fibras, uma substituição de açúcar impar e atendem a um público que anseia pela saudabilidade sem abrir mão de sabor e qualidade.

“- P&D é minha essência”.

É Vica, nós sabemos disso! É notório seu amor pelos chocolates e pelo que faz. Seu sorriso deixa evidente que se orgulha do seu trabalho e tem muito fogo nos olhos para ir além e revolucionar o mundo dos chocolates saudáveis. Queremos ver você e a Chocolife indo mais longe ainda. Ganhe o mundo, mulher!

Adriana Fernandes, a mamis poderosa da Mandala

Antes de empresária, pesquisadora independente, comunicadora e revolucionária na indústria de alimentos a Adriana é mãe. Todos nós sabemos como o amor e o poder de uma mãe pode mover muralhas e impactar milhares de vidas ao redor.

O nascimento de sua história com a Pesquisa e Desenvolvimento de Alimentos se funde com o nascimento de seu segundo filho em 2013, que possui diversas restrições alimentares. Ela se viu sem norte com o que era oferecido nas gôndolas dos supermercados, até aquele momento havia pouquíssimas opções para alimentar seu filho.

Ela pesquisou muito e viu que havia um nicho de mercado inexplorado. Mais do que o dinheiro havia a missão de alimentar seu filho e o incluir na roda da vida através da exclusão de ingredientes. A Mandala nasceu, cresceu, se desenvolveu e hoje está ai com um baita faturamento financeiro e muito lucros em formato de sorriso, gratidão, felicidade e prazer alimentar.

“Cada dia mais pessoas tem restrições alimentares e, apesar do aumento de ofertas nos últimos 10 anos, ainda há muitos gaps a serem atendidos.”

Mesmo com muitos gaps, ela abriu as portas para esse universo se tornando uma pioneira. Imagino que quando as pessoas ao redor tomaram conhecimento das restrições de seu filho a viram como coitada, mas nada na vida é em vão. Eu vejo esse menino como um ser iluminado que caiu no ventre da mulher certa e ambos foram instrumentos de mudança no mercado de alimentos sem ingredientes alergênicos. Através de Adriana e seu filho, muitas pessoas hoje podem sorrir e comer com segurança, prazer e livres do medo de passar mal.

Adriana, você tem noção do que a sua maternidade proporcionou para a vida de milhares de pessoas? Nos faça um favor: cresça e ganhe o mundo. Tem muito gente nessa terra precisando do equilíbrio da sua Mandala.

P.S.: em 2021 a Mandala está vindo com novidades quentíssimas no setor de alimentos. Acho que o plano a la Pink e Cérebro vai ganhar vida!

Tereza Cortelazzi, gerente nacional de P&D na Arcor

Há 29 anos Tereza embarcou em um ônibus em sua cidade. A jovem recém formada em Engenharia de Alimentos se encontrou com uma amiga de ensino médio que trabalhava na Arcor e recebeu a sugestão de enviar o currículo para empresa, pois lá estavam precisando de pessoas com formação na área. Ela enviou e entrou. É curioso como a vida funciona, não é? Ela podia ter se atrasado, o motorista poderia ter ficado preso num sinal de trânsito ou sua amiga poderia estar dormindo durante o trajeto e nem notar a sua presença, mas tudo fluiu para que sua história no P&D começasse a ser escrita ali.

Podemos definir Tereza como a dona de uma voz calma e pausada, que possui muito amor pelo que faz e que traz consigo uma experiência gigantesca. Ela é a voz da experiência não pelos seus 29 anos de trabalho no setor de alimentos ou devido aos seus 52 anos de idade, mas pelo seu estilo de liderança e a maneira de encarar o mundo. Não olha para cargo, nível hierárquico, idade, sexo, cor ou qualquer variante. Como ela mesma disse, “a gente deu oportunidade para várias pessoas”.

Tem uma preocupação enorme com todos os setores, uma visão holística de gestão de pessoas, empatia e compreensão. Segura na mão de sua equipe, independentemente se ela estiver macia por só trabalhar com a caneta ou calejada por fazer o trabalho braçal. Tereza quer agregar e mostrar que não existem barreiras entre pessoas e cargos, apenas pontes. Como uma boa líder se emociona e sente a perda de seus liderados, mas fica feliz por ver os pupilos ganhando o mundo.

Tem muita paixão e continuidade em tudo o que Tereza se propõem a fazer. É uma verdadeira mestra! Em uma hora de conversa deu vontade de pedir para ser adotada como estagiária sênior 25+ para aprender as manhas que ela possui e que nenhum diploma nesse planeta é capaz de nos dar. Um conselho para a todos: quando abrir uma vaga no P&D da Arcor corram depressa para se candidatar porque vai valer a pena cada minuto de aprendizado ao lado dessa mulher.

Ps.: Tereza participou conosco de um webinar sobre os Desafios da Liderança em P&D, junto com a Gerente de P&D da Cacau Show, Gabriela Oliveira. Assista a este papo incrível aqui.

E aí, ficou empolgada e inspirada com essas mulheres?

Continue acompanhado a nossa série, tem mais 4 episódios cheios de mulheres reais para inspirar mulheres reais!

A nossa Formação em Gestão de P&D está com as inscrições abertas! Uma trilha de cursos para você assumir um cargo de liderança de P&D, com módulos que vão explorar a criatividade, organização, processos, visão sistêmica e liderança.

Agora na versão EAD, você aprende resolvendo um Estudo de Caso simulado em grupo, com a mentoria exclusiva de um dos professores do curso e fazendo prototipagem real de um alimento!

Share this article. Let's revolutionize the food market!

Together we can make a big impact through small actions: share and spread the message.

Receive the exclusive and free spreadsheet for R&D Project Management!

And more: join the private community of +4000 food visionaries who receive exclusive tips and insights.

No spam. Only innovation.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receive the exclusive and free spreadsheet for R&D Project Management!