• Milhares de Projetos de P&D ao mesmo tempo?
    Receba a nossa ferramenta exclusiva e gratuita para Gestão de Múltiplos Projetos de P&D!

    E mais: participe da comunidade privada de +2500 visionários de alimentos que recebe dicas e insights exclusivos. Sem spam. Só inovação.

9 PROGRAMAS DA NETFLIX PARA VISIONÁRIOS DE ALIMENTOS

Um visionário de alimentos está sempre antenado em maneiras de manter o radar ligado com o que está acontecendo no mercado e no mundo. Eventos do mundo de alimentos pipocam ao nosso redor (você pode acompanhá-los aqui). Tantos, que é quase impossível participar de todos. Então, que tal usarmos o nosso vício culto hábito de ver Netflix a nosso favor? Eu separei uma lista de 9 programas da Netflix recomendados para visionários de alimentos.

Eu sei: estamos (quase) todos aficionados pela Netflix. Não ver Netflix hoje é quase como confessar, em 2009, que não possui Facebook. Ou sem 2016, que nunca andou de Uber. Ou, em qualquer dia, mês ou ano, que não curte Nutella.

(Lembro bem de uma amiga do Sul, que foi morar em São Paulo, me dizendo nos seus primeiros dias: “não entendo esse culto à Nutella que existe por essas bandas”.

Dois anos depois, o que ela traz de uma viagem à Europa? Nutella. 950g.

Ah, esses produtos e serviços cultuados: como gostaríamos de tê-los desenvolvidos, não é, visionário? Aposto que você adoraria poder colocar no currículo: “participou do desenvolvimento da Nutella, primeira versão”.

Eu, com certeza, não me importaria nada com isso.

Mas divago.)

Esta lista aqui é sobre séries, documentários e filmes que você pode encontrar no catálogo da Netflix para lhe ajudar a formar a sua visão sobre o mundo de alimentos.

Vamos explorar a mente humana, a tecnologia, o ato de cozinhar e de produzir alimentos – visões complementares e distintas sobre o alimento e a comida, para quem é de exatas (e precisa ser um pouco mais de humanas) e para quem é de humanas (e não lhe faria mal em conhecer um pouco da técnica).

Já pegou o controle remoto e a pipoca?

Vem comigo aproveitar o Carnaval para se atualizar!

 

COOKED

Devo admitir que, apesar de ser um grande crítico à indústria de alimentos, eu gosto muito do Michael Pollain. O que conheço de sua obra me parece muito lúcido e capaz de suscitar reflexões. O documentário Cooked, que analisa o alimento a partir dos quatro elementos (fogo, água, ar, terra), é um exemplo. Ele foi baseado no livro homônimo, que você encontra aqui.

O show foca no ato de cozinhar e na ciência por trás das transformações que vemos na cozinha. Para quem gostaria de uma reflexão do papel da indústria nisso tudo – e na sua responsabilidade sobre a manutenção, ou não, da cozinha doméstica – vale muito a pena o episódio 2.

Para continuar observando a cozinha doméstica: The Big Family Cooking Showdown

 

MIND OF A CHEF

Um dos shows mais fantásticos para discutir a questão de criatividade na cozinha. A primeira temporada, centrada no fundador do Momofuku, David Chang, nos leva ao redor do mundo através do processo criativo do próprio chef e convidados. Para quem se interessa pela culinária asiática, o chef entra em fábricas de todos os tipos de ingredientes: é também uma aula de tecnologia de alimentos misturada à cultura e história da alimentação.

Com episódios mais curtos do que Cooked e 5 temporadas, é o meu snack televisivo.

Para continuar explorando a mente exploratória e criativa na cozinha: Chef’s Table

 

SOMEBODY FEED PHIL

Um apresentador, digamos, estranho, que viaja pelo mundo provando o que cada cultura tem de melhor. Os capítulos sobre a Tailândia e o Vietnam me fizeram chorar ao voltar no tempo. Para quem viaja para comer (eu!), um deleite.

É o seu típico turista americano – menos a camisa florida – e, no meio de caras e bocas, Phil é tão ingênuo que é simplesmente adorável.

Para continuar conhecendo a culinária de diferentes países: Food, Boozes & Tattoos, Anthony Bourdain’s No Reservation, Jack Whitehall: Travels with my Father (menção honrosíssima!), Barbecue.

 

CHEF

Gosto muito da reflexão deste filme sobre a questão custo versus qualidade, propósito versus volume: um chef renomado, porém estagnado, surta após uma crítica ao seu trabalho no Twtter e perde o emprego, abrindo um food truck na sequência.

O valor do trabalho duro, a confiança e abertura às ideias da equipe e a criatividade sendo alimentada por uma viagem são também bons temas para conversas – e, quem sabe? Treinamentos. Há também excelentes ideias sobre o uso das mídias sociais para ganhar tração em um novo negócio.

É um dos títulos mais óbvios, e tampouco uma peça única da cinegrafia mundial: às vezes é no óbvio ululante que abrirmos os olhos.

Para continuar na ficção envolvendo chefs: Waffle Street, Os Sabores do Palácio, Pegando Fogo.

 

FOME DE PODER

Se você ainda não viu este fantástico filme sobre a expansão do McDonald’s, vá ver! Não deixe de perceber a resiliência e trabalho duro de Ray Kroc, e quando ela entra em choque com a visão de qualidade de produto dos irmãos MacDonald.

Apesar do filme jogar uma luz bastante positiva sobre a figura de Ray, eu gosto de observar a agonia dos irmãos enquanto o limite do certo e errado vai se tornando cada vez menos claro para Ray.

Para quem quer entender o que é um protótipo básico, simples e correto, algo que aprendemos no curso de Design Thinking em Alimentos, a cena do teatro é imperdível e elucidadora.

Para outras corporações milionárias: Betting on Zero.

 

MINIMALISM: A DOCUMENTARY ABOUT THE IMPORTANT THINGS

O minimalismo é uma das principais tendências da contra-corrente ao “supersize”. Cada vídeo do Insider Food que mostra algum restaurante vendendo pho em tigelas de 1 litro, ou sundaes com 50 bolas de sorvete, me dá calafrios: penso em questões como desperdício de alimentos, epidemia de obesidade e o nosso papel, como visionários de alimentos, em tudo isso.

Promover o consumo exagerado de alimentos, com certeza, não foi a razão para eu me formar.

Uma forma de garantir a sustentabilidade da vida na Terra é rever o nosso padrão de consumo: seja roupas, carros, casas e comida. Vale a pena refletir sobre a ambição da indústria de alimentos e a nossa participação nesta engrenagem enquanto assiste ao documentário Minimalism.

Para continuar pensando sobre as consequências do nosso padrão de consumo: Food Chains, Living on one Dolar.

 

FOOD CHOICES

Um documentário sobre como escolhemos o que comemos, e como nossas escolhas afetam tanto a nossa saúde, quanto a saúde do planeta. Com um apelo bastante forte ao veganismo, me fez refletir bastante sobre o nosso consumo exagerado de produtos de origem animal no Ocidente.

(Para quem não sabe, em 2015 passamos 3 meses na Ásia – o que relato no site Cuore Curioso. Vimos, na pele, como o que consideramos muito comum aqui – abundância de carne – é completamente estranho do outro lado do mundo.)

Uma boa reflexão para todos, mas principalmente para quem se indignou com o comercial da DoBem 😛

Para complementar a conversa sobre estilos de alimentação diferentes do que consideramos “normal”: Live and Let Live, Sugar versus Fat.

 

ESTÃO NA MINHA LISTA PARA ESTE CARNAVAL:

PRINT THE LEGEND

Um documentário sobre a impressão 3D e suas possibilidades – mais alguém aí tem certeza de que ela vai acabar com os parques industriais de alimentos processados em alguns anos?

 

ROTTEN

O queridinho do momento, citado em 10 de 10 listas – as pessoas adoram um escândalo. Não posso comentar porque, pasme: AINDA NÃO VI.

Estou colocando a leitura em dia(se você acompanha o Instagram, sabe que estou lendo este livro aqui:

)

e The Good Place 😉


Verão: momento ideal para visionários recarregarem suas baterias e atualizarem suas competências.

Momento no qual a Tacta lança todas as suas Formações (já fez a sua inscrição?).

Pausa propícia para sentar no sofá e assistir Netflix – e não, desta vez não estamos falando de maratonas de Gilmore Girls, How I Met Your Mother, Walking Dead, Suits, The House of Cards e Scandal.

Que tal usar a TV para propiciar a reflexão e elevar o nível das conversas deste ano, visionários?

😉

ps.: tem programas a adicionar nesta lista? Conta para mim nos comentários abaixo!


Já hoje, visionários e visionárias têm um encontro marcado comigo, às 19h (horário de Brasília), para falar sobre o papel do Gestor no Processo de P&D.

Um webinar é gratuito (e online) em que você pode se inscrever aqui.  Este é o primeiro evento da série de Webinars Tacta 2018, que irão tratar de legislação, segurança de alimentos, inovação, análise sensorial, gestão de fornecedores e muito mais!

Ao se cadastrar, você ganha acesso a todos \o/

Sobre Cristina Leonhardt

Eu quero que você alcance todo o potencial de inovação que existe dentro da sua empresa de alimentos. Se conseguirmos criar um produto diferenciado, não teremos mais consumidores. Teremos uma legião de fãs. Quer me conhecer melhor - pode me adicionar no Linkedin: www.linkedin.com/in/cristina-leonhardt/
Adicionar a favoritos link permanente.

2 Comments

  1. Rotten é sensacional! Abre muito a nossa visão.

  2. Outra série que eu recomendo é “Chef’s Table”. É SENSACIONAL!
    A série mostra, além das diversas culturas e tecnologias utilizadas no alimentos, a resiliência e os sonhos dos maiores cozinheiros do mundo.

    Vale a pena conferir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Milhares de Projetos de P&D ao mesmo tempo?
    Receba a nossa ferramenta exclusiva e gratuita para Gestão de Múltiplos Projetos de P&D!

    E mais: participe da comunidade privada de +2500 visionários de alimentos que recebe dicas e insights exclusivos. Sem spam. Só inovação.