• Receba a planilha exclusiva e gratuita para Gestão de Projetos de P&D!

    E mais: participe da comunidade privada de +4000 visionários de alimentos que recebe dicas e insights exclusivos. Sem spam. Só inovação.

NATURALTECH 19 & OS DESAFIOS DO P&D

P&D, alimentos, R&D, food, engenharia, ciência, tecnologia, carreira, trabalho, pesquisa, desenvolvimento, oportunidade, sra inovadeira, inovação, direto da P&DHoje temos um novo post da coluna Direto de P&D. Uma coluna para retratar os questionamentos, aprendizados e conselhos de quem está com as duas mãos na massa – VOCÊ! Tem um ponto de vista sobre os assuntos que rodeiam essa área apaixonante de criação de alimentos e gostaria de publicar aqui? Manda seu texto para mim – você pode publicar como um convidado ou até virar nosso colunista 😉

O texto de hoje é da visionária e professora da Tacta Food School Eloísa Espinosa, uma engenheira de alimentos com vasta experiência em Gestão de P&D.

Eloísa visitou a Naturaltech 2019, e aproveitou para compartilhar conosco o que viu por lá.

Muito obrigada, Eloísa: a gente fica muito feliz em receber tanta informação bacana em primeira mão! 

 


 

Estamos em 2019 e a única certeza que temos é que vivemos num ambiente de mudança contínua. Expressões como “vida em beta”, “mundo VUCA” (volátil, incerto, complexo e ambíguo) estampam os nomes dos principais talks e workshops sobre transformação digital e inovação.

O futuro dos negócios está nas mãos daqueles que enxergarem as oportunidades na era da incerteza. Os profissionais de todas as áreas têm que se aperfeiçoar o tempo todo, pois o emprego formal vai acabar! Quem trabalha em Pesquisa & Desenvolvimento deve urgentemente desenvolver competências como flexibilidade, inovação, tolerância ao risco e resistência ao estresse.

E o P&D que trabalha na Cadeia de Alimentos? Quais são os nossos desafios como agentes de mudança? Os desafios são muitos! Nós temos que nos reinventar todos os dias, temos que ampliar a capacidade de negociar, sermos multifunção, contarmos com o imprevisível e interrupções. Nós temos que refletir sobre temas complexos…

Como alimentar 10 bilhões de pessoas sem destruir o meio ambiente?

Como melhorar a saúde humana? Como produzir produtos alimentícios seguros e com densidade nutricional?

A cada dia os projetos são mais desafiadores, com um incontável número de variáveis. Não basta desenvolver um produto bom, a um baixo custo e dentro do prazo! Isso é passado, visionários de alimentos! Hoje temos que desenvolver um produto saboroso, conveniente e saudável.

Semana passada visitei a feira Naturaltech pela primeira vez e quero compartilhar com vocês um pouco do que eu vi, senti e conclui após o evento.

naturaltech 19

Há pelo menos 15 anos o termo saudável vem sendo usado na indústria de alimentos. No início dos anos 2000, eu dava palestra sobre “Tendência em saudabilidade”, mas discussão sobre produto alimentício saudável era restrita aos claims (alegações) à diet, light, fonte de, rico em…

Hoje um produto saudável deve ter ausência de aditivos, poucos ingredientes, aromas e corantes naturais, ser baixo em açúcar e sal, sem açúcar adicionado, sem edulcorante, sem conservante, ser formulado com gorduras de boa qualidade, zero trans, zero colesterol, zero lactose, alto em fibras, proteínas e grãos, orgânico, gluten free, green packaging e por que não, vegano? Talvez tenha me escapado algum…

Não adianta ser orgânico e estar embalado em plástico!!!

Estudei química e bioquímica dos alimentos na graduação da engenharia e apliquei meus conhecimentos durante minha carreira de (quase!) 25 anos na indústria de produtos alimentícios, sempre desenvolvendo grandes projetos para grandes indústrias, que eram os motores do crescimento e inovação do mercado.

Hoje a inovação acontece em qualquer lugar, nos bancos da universidade, nos institutos acadêmicos, nas startups de alimentos, que dominaram o Centro de Exposição do Anhembi semana passada. Em sua maioria jovens empreendedores que estão se lançando neste mercado Food (verdade seja dita, alguns já super estabelecidos!) entendendo os hábitos da nova geração e, desenvolvendo soluções descomplicadas, escaláveis a um baixo custo e com agilidade.

Este é o DNA das startups.

Bingo!!

Dois dos três stands mais concorridos durante minha visitação à feira exibiam produtos e inovações em snacks. Como acredito muito na tendência “população feminina economicamente ativa e sem tempo de cozinhar, mas que quer rechear a lancheira da filha com alimento: fruta e algum produto alimentício: lanche prático e saudável” (prazer, Eloísa!) escolhi esta categoria para inspirá-los com alguns exemplos.

Eu sou fã da FLORMEL e ela trouxe para a feira o lançamento do Crispy Grão de bico, nos sabores Cúrcuma, cebola & salsa, Tomate & orégano e Ervas finas. Linha assada, com apenas 7 ingredientes, sem corante e conservante, com sal do Himalaia, sem glúten, 100% vegetal. Produtos trazem selo “Certificado vegano”. Espaço tão lotado que tinha stand para venda em outro local.

A PURAVIDA lançou a linha de barras proteicas low carb “Natural Protein Bar”, com 16 a 18 g de proteína por barra de 60 g. Todas são livre de açúcar, glúten, conservantes, maltodextrina ou ingredientes geneticamente modificados. Sabores muito atuais: cacau & avelã, caramelo & amendoim, brownie & amêndoas e chocolate com limão.

A QPOD trouxe do oriente a pipoca de semente de flor de lotus, “Lotus Pop”. Embora processadas em ambiente em que se processa glúten, ela é zero gordura trans. Sabores: golden guru, zen cheese e onion bliss. Eu já conhecia o restante da linha de bites de frutas, chips de coco e batata doce. Outra novidade deles é a linha QPod Mix (nuts e frutas desidratadas).

Já a MAIS PURA lançou novas versões da pipoca artesanal: Cacau Original e Caramelo & Coco. Os benefícios da linha foram mantidos: sem glúten, integral, sem conservantes, sem gordura trans, sem alergênicos, sem lactose, não transgênico e vegano.

Na linha da FHOM eu destaco o lançamento dos Mexicanitos sem glúten além dos biscoitos de tapioca & quinua e tapioca, linhaça & amaranto. A empresa traz uma vasta coleção de selos (produto vegano, kosher, ecocert, produto orgânico e GMO free) em seu material de comunicação.

A SÓ.SNACKS apresentou seu já rolinho de frutas, verduras e sementes. 100% natural, sem glúten, sem adição de açúcares, sem corantes, sem lactose e sem conservantes. Minha filha adora esse produto!

A PIC-ME e sua pipoca com pedaço de frutas (caramelizada com açúcar demerara e mascavo) estava presente e lançou a linha de barras “Energy Bars”.

Como benefícios posso ressaltar que não contém adição de açúcar, corante ou conservante em sua composição. Sabores: avelã, cúrcuma & canela; banana, amendoim & cacau nibs; cranberry, amendoim e cacau nibs.

A gaúcha HART´S NATURAL apresentou sua extensa linha, onde destaco a variedade de barras:

  1. Move: 8 g de proteína vegetal, vegano, kosher, sem glúten e sem lactose.
  2. Vegana: 20 g de proteína, vegano, kosher, sem glúten e sem lactose.
  3. Love: barra de fruta com certificado orgânico, vegano e kosher, sem glúten e sem lactose.
  4. Kiddies Organic: barra de frutas e vegetais para crianças, com certificado orgânico, vegano e kosher, sem glúten e sem lactose.
  5. Barra de cereal: certificado kosher, sem glúten e sem lactose.
  6. Be nuts: castanhas inteiras, frutas e sementes. Certificado vegano, kosher, sem glúten e sem lactose.
  7. NOVA!!! Barra de nuts com chocolate: 70% cacau, fonte de fibras, certificado vegano, kosher, sem glúten e sem lactose.

Eu não conhecia a BELIEVE BE FREE! e fiquei surpresa com o lançamento das linhas Snacks V3ggie (grãos, vegetais e proteínas) e  Snack+Protein com 7 g de proteínas vegetais. Os demais produtos também muito interessantes: Protein Cookie bar 10 g de proteínas, Muffins e Brownies sugar free, palitos assados de batata doce e snacks multigrãos.

Para terminar, mas não menos interessante, vale a pena ressaltar a veterana BIO2 ORGANIC, presente no mercado desde 1999. Neste stand estavam expostos todos os itens da linha reforçando o DNA da empresa, focada em orgânicos, naturais e livres de: glúten, GMO, leite e crueldade.

Os alimentos de um país refletem a cultura da nação e sua população. Os produtos alimentícios refletem as necessidades dos consumidores do século 21 e um propósito atrás das marcas & empresas. Tudo está conectado!!

Por isso eu amo a minha profissão (é minha fonte inesgotável de energia!), me inspiro a cada dia, a cada projeto, a cada desenvolvimento e novo negócio.

E você P&D, se inspirou com tantas oportunidades de contribuir com essa mudança na alimentação e nutrição de nosso país??!!


gestão de P&D
Este ano, você ainda tem duas oportunidade de aprender na prática a fazer Gestão de Pesquisa e Desenvolvimento com a Tacta Food School.

Em julho, começa a Formação em Gestão de P&D em São Paulo e em agosto é a turma de Maringá que inicia suas atividades.

Faça parte desta rede de visionários que está revolucionando a indústria de alimentos – com muita gestão e visão focada no usuário! 🚀

Sobre Eloísa Espinosa

Profissional com 24 anos de experiência na Indústria de Alimentos em gestão de pesquisa, desenvolvimento e inovação, com vivência em desenvolvimento de negócios no mercado de ingredientes e insumos para Indústrias de Alimentos e empresas de Alimentação fora do lar (Food Service). Teve sólida atuação em posições de liderança no Grupo Puratos, nos segmentos de Panificação, Confeitaria e Chocolate, com experiência internacional diversificada nos Estados Unidos, México, Canadá, Europa e Ásia, incluindo posição LATAM por 9 anos. Possui forte background em gestão de pessoas, projetos e liderança de equipes multidisciplinares e multiculturais. É graduada em Engenharia de Alimentos (EE Mauá) com pós-graduação em Administração Industrial (Fundação Vanzolini - USP). Atualmente atua como Fundadora & CEO na E.L.O. Connecting Food & People, Parceira de negócios na Builders Construtoria e Professora no Curso de Formação de Gestão de P&D na Tacta Food School
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Receba a planilha exclusiva e gratuita para Gestão de Projetos de P&D!

    E mais: participe da comunidade privada de +4000 visionários de alimentos que recebe dicas e insights exclusivos. Sem spam. Só inovação.