fbpx MELHORES MOMENTOS DA ANUGA 2021 - Sra Inovadeira

MELHORES MOMENTOS DA ANUGA 2021

Postado em 09/11/2021 por Maressa de Lima
Compartilhe

Hoje temos um novo post da coluna Direto de P&D. Uma coluna para retratar os questionamentos, aprendizados e conselhos de quem está com as duas mãos na massa – VOCÊ! Tem um ponto de vista sobre os assuntos que rodeiam essa área apaixonante de criação de alimentos e gostaria de publicar aqui? Manda seu texto para mim – você pode publicar como um convidado ou até virar nosso colunista ?

O texto de hoje é da nossa visionária Maressa de Lima, engenheira de alimentos com MBA em Marketing e mestre em nutrição pela Wageningen University. Maressa, que mora na Alemanha há 2 anos e meio, teve a oportunidade de visitar a Anuga 2021 e aproveitou para compartilhar conosco o que viu por lá.

Muito obrigada, Maressa: a gente fica muito feliz em receber tanta informação bacana em primeira mão! <3

No ano passado a Anuga foi cancelada devido à pandemia e em 2021 a feira voltou, mas com várias restrições como medidas de proteção ao Covid-19. O uso de máscara foi obrigatório durante todo o evento, os visitantes tiveram que mostrar o certificado de vacinação e também foi feita uma “seleção” na escolha dos visitantes. O número de visitantes era limitado: eles passaram por uma seleção para poderem comprar o ticket que era único por dia. Ou seja, se você tivesse o interesse de visitar a feira mais do que apenas um dia, teria que comprar o ticket para mais dias.

A feira continua enorme, com 11 pavilhões e muitos expositores. Deu para notar a diferença entre 2019 e este ano (2021) pois a maioria dos stands estavam bem simples e menores. Em 2019, as empresas estavam com mais inovações e lançamentos do que este ano, mas alguns produtos realmente chamaram a atenção este ano como por exemplo, esta barrinha com 44% de proteína que estava no hall das inovações.

Barra de carne de cavalo

Mas não é qualquer barrinha, é uma barrinha feita de carne de cavalo! Para nós, brasileiros, o conceito é um pouco chocante, mas parece que em algumas partes da Europa, como na Itália, consumir carne de cavalo já fez parte da culinária local. A empresa é da Bulgária e eles comercializam vários snacks de carne.

Outro produto que eu achei bem interessante foi um iogurte sólido para mastigar. Segundo o representante da empresa, a ideia era solucionar o problema de que as crianças precisam de colher para comer iogurte: quando consomem, acabam derrubando e é um desafio comê-lo quando se está fora de casa. Apesar de ser chamado de iogurte sólido, é importante enfatizar que o produto não é denominado como iogurte porque não contém probióticos. O produto é composto basicamente de creme e proteína do leite, sendo muito rico em cálcio (601mg/100g) e proteína (15%).

Eu tive a oportunidade de provar, e a sensação é realmente como você estivesse mordendo um iogurte de morango. Delicioso e cremoso apesar de ser consistente.

Outro destaque da Anuga 2021 foi o “Plant based meat” que, com certeza, é uma categoria que está crescendo muito principalmente na Europa. Este ano, o produto ganhou até destaque na Anuga com uma área separada para os expositores. É realmente impressionante ver como este mercado cresceu e como o sabor e textura destes produtos evoluíram também. Estes produtos estão cada vez mais similares às carnes de proteína animal. Os ingredientes mais explorados aqui na Europa para esta categoria são as proteínas de ervilha, soja, fibra de ervilha e cogumelos. Diferente do Brasil, a “carne de jaca” não é explorada e, por isso, ganhou destaque no hall de inovações como produto inovador um “meat ball” feito de carne de jaca.

Interface gráfica do usuário, Site

Descrição gerada automaticamente
No hall da inovação, o “meat ball” feito de carne de jaca

Outro ingrediente que vem sendo muito explorado aqui na Europa, que já estava no hall de inovações de 2019 e continuou em 2021, é a cannabis.

Em meu perfil do instagram, explorei um pouquinho mais sobre isso se vocês tiverem curiosidade.

Produtos com cannabis têm ganhado cada vez mais espaço no mercado e os lançamentos vão desde bebida carbonatada até snacks. Ainda existe muito mito sobre estes produtos porque as pessoas acreditam que consumindo alimentos com cannabis você pode ficar “chapado” mas estes produtos não contém THC (Tetra-hidrocanabinol) – que é o princípio ativo que traz este efeito. A semente da cannabis é muito rica em proteína e outros nutrientes.

Mesa com vários pratos de comida

Descrição gerada automaticamente
Barra proteica de cannabis
Copo com bebida verde e pessoas ao redor de uma mesa

Descrição gerada automaticamente
Bebida carbonatada de cannabis
Texto

Descrição gerada automaticamente
Protein ball de cannabis
Mesa com vaso de flores

Descrição gerada automaticamente
Gim feito de Cannabis

No pavilhão de bebidas foi notório o crescimento de bebidas explorando claims de funcionalidade. Diversos tipos de claims todos focados em algum benefício específico para saúde como: saúde imunológica, saúde intestinal com as bebidas à base de vinagre de maçã e kombucha, saúde mental etc… Muitas empresas com conceito de smoothie vegano, os pequenos shots diários e também as bebidas com proteína.

Lata de refrigerante

Descrição gerada automaticamente
Refrigerante de cola para dieta Keto
Uma imagem contendo no interior, mesa, garrafa, computador

Descrição gerada automaticamente
Bebida a base de cevada sem glúten no conceito de “mood food” para melhorar energia, auxiliar a imunidade, para relaxar.
Garrafa de vidro

Descrição gerada automaticamente
Bebida à base de vinagre de maçã
Garrafa de plástico

Descrição gerada automaticamente
Shots diários
Garrafa de bebida ao lado de um balcão

Descrição gerada automaticamente com confiança média
Bebida de BCAA

Resumindo, a Anuga é sempre uma feira que resume um pouco das tendências de todas as partes do mundo e te permite pensar fora da caixinha. É o segundo ano que tenho a oportunidade de participar e fortemente recomendo para quem trabalha com inovação de alimentos. É claro que a feira é muito grande, é impossível ver tudo então espero que com este post você possa viajar um pouquinho neste mundo de Anuga.

Se encantou com estes lançamentos e está pensando: como eu poderia pensar em produtos assim? Se você quer falar sobre inovação, tem que mergulhar no Design: esta disciplina que tem a inovação na veia!

A Tacta Food School abriu inscrições para terceira turma do curso de Design Thinking para Alimentos – EAD.

O curso é ministrado pela professora Alissar Diamenti, que é engenheira de alimentos e atua com design estratégico, desenvolvendo projetos complexos pensando em sempre melhorar a experiência do usuário.

Faça já sua inscrição clicando no botão abaixo:

Compartilhe esse artigo. Vamos revolucionar o mercado de alimentos!

Juntos podemos causar um grande impacto através de pequenas ações: compartilhe e espalhe a mensagem.

Receba a planilha exclusiva e gratuita para Gestão de Projetos de P&D!

E mais: participe da comunidade privada de +4000 visionários de alimentos que recebe dicas e insights exclusivos.

Sem spam. Só inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba a planilha exclusiva e gratuita para Gestão de Projetos de P&D!