fbpx POR QUE P&D FICA ISOLADO ATRÁS DA BANCADA? - Sra Inovadeira

POR QUE P&D FICA ISOLADO ATRÁS DA BANCADA?

Postado em 04/08/2022 por Cristina Leonhardt
Compartilhe

Qual é a qualidade da sua rede? Esses dias eu perguntei a uma amiga, que até recentemente era Gerente de P&D de uma multinacional de chocolates, se ela conhecia a Gerente de P&D de uma outra grande empresa de chocolate.

Ela me respondeu que só conhecia pessoas da sua empresa.

Agora ela saiu e está começando a empreender.

Precisa de ajuda para pensar em produtos diferentes, para criar marca, divulgar produto, pensar o Marketing como um todo. Precisa criar site, cadastrar pontos de venda, pensar em distribuição.

Precisa de uma rede de contatos quentes, que antes ela tinha num estalar de dedos, de forma abundante, espalhada por toda a empresa.

Agora, empreendendo, tudo depende dela – e ter uma rede já formada faria uma bela diferença.

Agora, para e olha ao redor.

Quem faz parte da sua rede?

Só gente da empresa?

Churrasco, festa de aniversário, chá de bebê: só com gente da firma? Até casou com alguém que conheceu lá, aposto.

“Ah, não, Sra Inovadeira, eu conheço um monte de gente fora da empresa, meus colegas de faculdade, o pessoal da especialização que fiz há uns 5 anos até hoje se encontra.”

Tudo gente do mesmo mercado, não é?

Repara como essa rede é pequena?

Repara como ela é pouco diversa?

Repara como vocês discutem sempre os mesmos assuntos?

Repara como você tem aprendido poucas coisas novas?

Pertencer a boas redes é o meu principal valor

Desde que eu fundei a Tacta, me dei a missão de me inserir em redes de inovação e empreendedorismo.

Eu faço parte de iniciativas de inovação aqui na minha cidade, no estado, no país. Ajudo o pessoal a organizar o Startup Weekend, já fui mentora e juíza, algumas vezes.

Tem meet up, eu vou – mesmo que seja para falar sobre startups na área da saúde.

Tem visita a hubs de inovação, eu vou.

Tem feira agropecuária, eu vou.

Se eu tiver tempo, e puder ir, eu vou, mesmo que o tema não seja diretamente relacionado a alimentos. Aliás, principalmente se não for.

Foi nessas andanças aleatórias que conheci os fundadores da BiMachine e fizemos um evento juntos. Foi nessas andanças que eu conheci os fundadores da Aztec, que fez o 1º site da Tacta. Foi nessas andanças que eu conheci o Rafael Tonon, que já escreveu textos para a Tacta e me entrevistou algumas vezes (e indicou para outras entrevistas). Foi nessas andanças que eu conheci o Augusto Terra, fundador da FoodVentures e #food, que me abriu os olhos para o mundo de venture capital. Foi nessas andanças que eu conheci os fundadores da Makadu, uma startup de educação na área médica – parecida com a Tacta, que me inspirou muito. Foi nessas andanças que eu conheci a Mírian Souza, que me conectou ao mundo do empreendedorismo feminino, me abrindo as portas para um monte de eventos nacionais na área.

O que estou falando aqui?

Que você, isolado atrás dessa bancada, está perdendo.

Sabe quando falam que nas vagas boas só se entra por indicação – o famoso QI?

Pois bem, você, que só conhece gente da firma, não tem quem lhe indique para outras empresas.

Mas sabe o que mais você está perdendo?

Está perdendo informações privilegiadas. Sua rede cheia de pessoas iguais a você só lhe traz informações que você já sabe.

Com quem você fala hoje sobre NFT? Sobre inteligência artificial? Sobre dopamina? Sobre sustentabilidade? Sobre sistemas em transição? Sobre branding? Sobre wearables e IoT?

Tem motivo para P&D se isolar atrás da bancada

Eu sei que muita gente de P&D fica isolada atrás da bancada porque tem esse perfil mais técnico. Prefere encontrar soluções a pensar em problemas complexos. Atrás de uma bancada o mundo é bem menos complexo.

A habilidade técnica não é suficiente para a liderança em P&D.

Não é hoje, nem nunca foi – e esse é um dos principais empecilhos para quem quer crescer.

Líderes de P&D realmente efetivos têm sensibilidade interpessoal.

Sabem gerir grupos.

Você, excelente na técnica, palmas como pesquisador.

Você, excelente na técnica, cadê a sua gestão?

Eu sei também que muita gente de P&D fica isolada atrás da bancada porque não entende de gente. Aliás, eu cheguei a escutar de um ex-chefe, Gerente de P&D: “P&D é ótimo, o problema são as pessoas”.

Para formar essas redes reais, de valor, de trocas, a gente precisa entender – e gostar – de gente.

Até uma pergunta para você que é líder e está lendo este texto:

Se você não entende, nem gosta de gente, por que você é líder?

Eu sei também que muita gente de P&D fica isolada atrás da bancada porque não tem nenhum estímulo a se expandir.

As empresas pouco entendem de inovação no Brasil – e certamente não percebem como as redes informais ajudam a avançar a pauta.

Apesar de haver uma certa concentração em São Paulo, empresas de fato estão espalhadas pelo Brasil. Tem P&D em tudo o quanto é canto desse país gigante. Não é tão fácil assim circular quando você está a 300km do primeiro aeroporto.

Somando tudo, das pessoas e das empresas, o resultado é P&D isolado atrás da bancada.

Fica cada um no seu cercadinho, reinventando a roda eternamente, fazendo todo mundo o mesmo trabalho, tendo os mesmos problemas, encontrando as mesmas soluções e fazendo mais do mesmo, mais do mesmo, eternamente, num ciclo vicioso que não gera nenhuma inovação de impacto.

Vou deixar aqui bem demarcado.

Você precisa qualificar a sua rede de contatos.

Você precisa ter quem lhe apoie, quem lhe indique, quem lhe ensine e a quem você ensine.

Você precisa ter quem lhe expanda.

Foi-se o tempo em que P&D ficava preso em uma rede formal e estruturada, formada pela empresa, seus fornecedores, seus clientes.

O tempo agora é de redes informais, movidas por oportunidades, orgânicas e fluidas.

E agora eu lhe pergunto: como estão as suas redes?

Se eu fizesse a você a pergunta que fiz à minha amiga, o que responderia?

Estratégia para P&D

Você se identificou com este texto? Quer expandir suas redes e buscar relações de mais valor?

Nós temos que aprender a ver a nossa carreira e a nossa posição das empresas de forma mais estratégica. Nosso potencial e nosso valor estão diretamente ligados à qualidade das informações que somos capazes de receber e de distribuir – e isso se faz qualificando as redes em que estamos imersos.

Não é só fazer networking. É aprender a interagir, a dar e receber, a fazer novas pontes e estabelecer relações que gerem valor mútuo.

Eu tenho um super convite para fazer: participe curso gratuito Estratégia para P&D. Nos dias 06 a 09 de setembro nós vamos ter uma jornada gratuita em 4 aulas que vai lhe ensinar a pensar estrategicamente em P&D.

Vamos falar sobre objetivos estratégicos de inovação, funções de P&D, definição de Estruturas, Equipe e Processos de P&D, fatores críticos de sucesso na liderança de P&D e boas práticas do processo de desenvolvimento de novos produtos.

Um curso incrível para uma rede de líderes de P&D.

Para se inscrever, clique na imagem a seguir.

Compartilhe esse artigo. Vamos revolucionar o mercado de alimentos!

Juntos podemos causar um grande impacto através de pequenas ações: compartilhe e espalhe a mensagem.

Receba a planilha exclusiva e gratuita para Gestão de Projetos de P&D!

E mais: participe da comunidade privada de +4000 visionários de alimentos que recebe dicas e insights exclusivos.

Sem spam. Só inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba a planilha exclusiva e gratuita para Gestão de Projetos de P&D!