• Milhares de Projetos de P&D ao mesmo tempo?
    Receba a nossa ferramenta exclusiva e gratuita para Gestão de Múltiplos Projetos de P&D!

    E mais: participe da comunidade privada de +2000 visionários de alimentos que recebe dicas e insights exclusivos. Sem spam. Só inovação.

PROPERCORN: COMO A PIPOCA TEMPERADA SE TORNOU O 5º NEGÓCIO QUE MAIS CRESCE NA EUROPA

Nos dias 22 a 24 de maior aconteceu o 15º Food Innovate Summit, em Amsterdam, com presença de lideranças de P&D e Marketing de alimentos do mundo inteiro. Como contei neste post, eu estive presente para fazer a cobertura do evento, e trazer aqui para o Sra Inovadeira as informações mais bacanas, os insights e tudo o mais que eu vi nesses três dias.

O evento cobriu as áreas de Ciência do Consumidor e Marketing, P&D e Formulação, e Inovação e Tecnologia. Em duas salas separadas, mais de 35 palestras e mesas redondas traçaram um panorama bastante abrangente do que o mundo da inovação de alimentos está vivendo em 2017.

Quem estava por lá pode conhecer cases de empresas gigantescas como a Mondelez até a ousadia de start-ups quase artesanais como a Naive. Além dos cases, foram apresentadas ferramentas incríveis para auxiliar a tomada de decisão em P&D e Marketing de alimentos, como a Flavorwiki, a Foodpairing.com e a Derval Research.

Esta é uma série de postagens a respeito do evento, e vamos começar com a palestra de abertura.

 

Transformando a pipoca em um negócio de multimilhão de quilos: A experiência de sucesso da ProperCorn na Indústria de Alimentos do Reino Unido

 

O evento foi aberto pela Cassandra Stavrou, a empreendedora por traz da ProperCorn, uma das 5 empresas que mais cresce na Europa, conforme a avaliação do Financial Times publicada em maio de 2017. Quem segue o Instagram da Sra Inovadeira já viu uma pontinha desta palestra aqui.

Contando como foi a trajetória da empresa, de apenas 5 anos, desde o insight que lhe mostrou que deveria empreender em pipocas, até o momento atual, em que considera a expansão para outros mercados fora Europa, Cassandra focou no slogan da empresa: Done Properly (em tradução livre: Feito Apropriadamente). Segundo ela, tudo o que é feito na empresa usa este princípio fundamental – e celebra a beleza de fazer as coisas simples.

Entre os inúmeros exemplos de integridade a este princípio, me chamou a atenção que a empresa acabou entrando num mercado inesperado ao criar uma camiseta personalizada para uma loja pop-up de verão – que, de tão atrativa, acabou virando um item de vendas. Quer a sua? Você pode comprar aqui (quando voltar ao estoque 😉).

propercorn, camiseta, food innovate summit, amesterdam, cassandra, inovação, alimentos, sra inovadeira, bicicleta, palestra, pesquisa, desenvolvimento, tendência, pipoca

Estiloso, hein?

Outro exemplo do uso da criatividade em conjunto com a atenção ao detalhe foi a solução encontrada pela empresa ao problema de exposição dos produtos. Disse Cassandra que frequentemente a pipoca e a embalagem ficavam danificadas devido ao mal manuseio no ponto de venda, e que eles precisavam encontrar uma forma de expor o produto em instalações temporárias de venda, como feiras e lojas pop-up.

A saída foi a criação de uma embalagem secundária que se transformava em display, e que beneficiava o posicionamento do produto na gôndola.

propercorn, camiseta, food innovate summit, amesterdam, cassandra, inovação, alimentos, sra inovadeira, bicicleta, palestra, pesquisa, desenvolvimento, tendência, pipoca

Um dos maiores desafios para uma nova empresa, segundo Cassandra, é superar a indiferença do consumidor. Seu conselho é se importar com o próprio produto, ter uma execução cuidadosa, entender o seu usuário o máximo possível e confrontar com este entendimento cada decisão tomada na empresa.

Quais as previsões da fundadora para o futuro da inovação de alimentos? Ela pensa que o campo mais excitante e promissor em inovação de alimentos é o formato, não tanto o sabor. Nos últimos 5 anos, a Propercorn lançou apenas 6 sabores – porque não tem interesse em inovar apenas por inovar.

E quer saber qual foi o primeiro equipamento da empresa para temperar a pipoca? Uma betoneira.

Para quem estava esperando um megaevento, com megaempresas, falando sobre megalançamentos, a abertura do Food Innovate foi uma bela reviravolta. ( 😉 no bom sentido, é claro)

Novamente: empresas pequenas e médias brilhado na inovação de alimentos (tanto lá, quanto cá).

 

Você pode baixar as palestras do evento aqui. As fotos oficiais do evento estão disponíveis aqui.

Sobre Cristina Leonhardt

Eu quero que você alcance todo o potencial de inovação que existe dentro da sua empresa de alimentos. Se conseguirmos criar um produto diferenciado, não teremos mais consumidores. Teremos uma legião de fãs. Quer me conhecer melhor - pode me adicionar no Linkedin: www.linkedin.com/in/cristina-leonhardt/
Adicionar a favoritos link permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Milhares de Projetos de P&D ao mesmo tempo?
    Receba a nossa ferramenta exclusiva e gratuita para Gestão de Múltiplos Projetos de P&D!

    E mais: participe da comunidade privada de +2000 visionários de alimentos que recebe dicas e insights exclusivos. Sem spam. Só inovação.